Saudades da melhor dentista-pessoa que eu conheço.

Bruna Graneto Menezes | Porto Alegre
   
   
   
Atividades Físicas
 
Fazer atividade 15 minutos por dia dá três anos a mais de vida, diz estudo

 

Exercícios fazem bem mesmo abaixo dos 30 minutos diários recomendados.
Conclusão é de pesquisa que acompanhou mais de 400 mil, em Taiwan. Da Reuters 
 
Fazer apenas 15 minutos de exercício moderado por dia pode acrescentar três anos na vida de uma pessoa, indicou uma pesquisa em Taiwan.
 
Isso representa um volume de atividade física menor que o recomendado, que são 30 minutos diários, cinco dias por semana. Especialistas esperam que a dose menor motive mais pessoas a levantar do sofá.
 
O pesquisador Chi Pang Wen, do Instituto Nacional de Pesquisa em Saúde de Taiwan, disse que dedicar 15 minutos do dia a formas moderadas de exercício, como um andar mais acelerado, poderia beneficiar a todos.
 
saiba mais 
Praticar esporte melhora aprendizado, diz pesquisa 
Atividade física protege homens contra o mal de Parkinson 
Café e exercício físico protegem pele do Sol
"É para homens, mulheres, jovens e idosos, fumantes, pessoas saudáveis e não tão saudáveis. Médicos, quando atendem a qualquer tipo de paciente, esse é um conselho que serve para todos", disse Wen à Reuters por telefone.
 
Wen e seus colegas, que publicaram suas descobertas na revista médica The Lancet nesta terça-feira, acompanharam cerca de 416 mil pessoas durante 13 anos, analisando seus históricos de saúde e os níveis de atividade física realizados em cada ano.
 
Depois de considerar as diferenças de idade, peso, sexo e uma série de outros indicadores ligados à saúde, eles descobriram que os que faziam apenas 15 minutos de exercícios moderados por dia aumentavam a expectativa de vida em três anos, comparados àqueles que permaneciam inativos.
 
"Nos primeiros 15 minutos, (...) os benefícios são gigantescos", disse Wen.
 
O exercício diário também está ligado à uma incidência menor de câncer, e parece reduzir as mortes ligadas ao câncer em uma em cada dez pessoas.
 
"Cedo ou tarde, as pessoas vão morrer, mas, comparado com o grupo inativo, o grupo que faz um pouco de exercício tem uma redução de 10 por cento na mortalidade por câncer", diz Wen
 
 
 
Fonte: G1
 
http://www.portaldoconsumidor.gov.br/noticia.asp?busca=sim&id=19437
 
 
 
IMPORTANTE 
 
 Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios.  
As informações disponíveis no site possuem apenas caráter educativo.
 
 
 
     
     
  Dra. Lídia Sabbadini
Especialista em Ortopedia Funcional dos Maxilares
Cirurgiã Dentista CRO-RS 4840